mengão- supercopa

Deu Mengão na Supercopa. Blog do Mário Marinho

DEU MENGÃO NA SUPERCOPA

BLOG DO MÁRIO MARINHO

mengão- supercopa

O encontro dos dois melhores times do Brasil – um campeão da Copa do Brasil, outro do Brasileirão-2020 – serviria, além do título e da grana, para apontar aquele que é o melhor do Brasil no momento.

A vitória do Flamengo, limpa e cristalina, aponta o Mengão como o melhor de todos. Se bem que, com a bola rolando, os dois times foram muito parelhos.

Foram iguais no domínio de bola, em jogadas bonitas, em belas defesas de seus ótimos goleiros.

Então, perguntará o amigo leitor, não é possível apontar, desse jogo, o melhor do Brasil no momento?

Pode, pode sim.

O Flamengo foi melhor.

O Palmeiras esteve bem na partida e optou por seu futebol reativo – ou seja, trabalhando conforme a exigência do adversário.

Mais ainda: explorando os contra-ataques na velocidade de seus bons, jovens e rápidos atacantes.

Mas, o futebol na sua essência foi mostrado pelo Flamengo.

O jogo mal havia começado na manhã de ontem, em Brasília, quando o Palmeiras fez 1 a 0, numa linda e rápida jogada de Raphael Veiga.

Mas não demorou para que o Mengo chegasse ao gol de empate, com o Gabigol finalizando linda jogada de Filipe Luís que aprontou verdadeiro salseiro dentro da área do Verdão, arrematou na trave e Gabigol, sempre muito esperto, mandou para as redes.

No segundo tempo, Arrascaeta, jogador fino e elegante, carregou a bola na entrada da área do Verdão até encontrar um espaço para bater firme sem a menor chance para o ótimo goleiro Weverton.

A Taça caminhava para o Rio de Janeiro, quando o experiente Rodrigo Caio cometeu pênalti, aos 28 minutos. Pênalti desnecessário, diga-se.

Raphael Veiga foi lá e empatou novamente o jogo.

Assim terminou e a decisão foi para os pênaltis.

Comentando o jogo para a Rádio Futebol Ao vivo (www.radiofutebol.com.br), cujo narrador é o amigo e companheiro Jarbas Duarte, eu dei minha opinião sobre a decisão por pênalti.

– Eu nunca digo que pênalti é loteria. Para mim, se cobra o pênalti com a cabeça. Se o jogador está bom de cabeça, não tem como errar o gol. Pode até não marcar, se o goleiro adversário fizer a defesa. Mas, errar o gol, não.

Vieram, então as cobranças de pênalti. Assim:

Palmeiras – Raphael Veiga (gol), Gustavo Gómez (gol), Gustavo Scarpa (gol), Luan (perdeu: ótimo Diego Alves defendeu), Danilo (perdeu: mandou na trave), Matías Viña (gol), Pepê (gol), Gabriel Veron (gol), Mayke (perdeu: mais uma ótima defesa de Diego Alves).

FlamengoArrascaeta (gol), Filipe Luís (perdeu: mandou na trave), Matheuzinho (perdeu: ótima defesa do ótimo Weverton), Vitinho (gol), Gabigol (gol), João Gomes (gol), Pepê (perdeu: outra ótima defesa de Weverton), Michael (gol), Rodrigo Caio (gol).

O importante nesse jogo, para quem gosta de futebol, foi o espetáculo, a prova de que ainda temos condições de apresentar bons jogos de futebol.

Veja os gols do Fantástico:

Foi bem

o Presidente

O presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro de Bastos, foi muito bem na condução do problema paulista com a pandemia.

Como se sabe, há duas semanas o governador do Estado, João Doria, ouvindo recomendações do Comitê de Saúde para a Covid de que o futebol e diversas outras atividades estavam suspensas.

Reinaldo Bastos reuniu os presidentes de Clubes, através de teleconferência, e colocou o assunto em discussão. Alguns presidentes queriam porque queriam que a Federação entrasse na Justiça contra o Estado para a liberação dos jogos.

Não foi fácil a missão do Presidente da FPF para evitar o caminho da judicialização. Mas acabou prevalecendo o bom senso.

Os médicos dos Clubes foram convocados por Reinaldo Bastos para elaborarem, junto dos médicos da Federação, um novo e mais rigoroso protocolo que acabou sendo aceito pelo Comitê de Saúde.

Até a próxima sexta-feira todos os jogos programados do Paulistão terão início após às 20 horas.

Claro, ainda sem torcedores, porque a pandemia está aí, mais viva do que nunca.

____________________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

_____________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter