foi dada a largada

Foi dada a largada. Blog do Mário Marinho

foi dada a largada 

Como um campeonato de Fórmula 1, as 20 máquinas que participam do Brasileirão deram largada neste fim de semana.

Os principais favoritos arrancaram bem e receberam a bandeirada de chegada até com estilo e pilotos, perdão, artilheiros ousados.

A zebra foi a derrota do Palmeiras, jogando em casa, para o Ceará, 3 a 2.

A derrapada do time na largada, representou o fim de uma invencibilidade de 10 jogos sem perder em Casa.

Claro que foi tremenda decepção para os 27 mil torcedores que compareceram na Arena Allianz Parque.

Mas, como o campeonato está apenas começando, nada está perdido.

Atual campeão do Brasileirão, o Atlético Mineiro acelerou forte e já aos 8 minutos de jogo Hulk fazia 1 a 0.

Aos 48 do segundo tempo, quem compareceu para marcar o segundo: ele mesmo, o super Hulk. E não foi um golzinho qualquer: foi um golaço que já o coloca na lista de artilheiros.

Quase 38 mil pessoas estiveram no Mineirão neste domingo.

Toca no

Calleri…

No Morumbi, 20 mil torcedores entoaram a música tema do artilheiro: ”Toca no Calleri que é gol”, e o artilheiro não deixou por menos, marcando 3 dos 4 gols da vitória de 4 a 0 sobre o Atlético Paranaense.

Meninos

do Timão

No Rio, o técnico português do Corinthians, Vitor Pereira, resolveu deixar algumas das estrelas em campo e encheu o time de jogadores da base.

E os meninos não fizeram feio ante um público de 36 mil pessoas no estádio Nilton Santos, ontem à tarde.

Os quatro zagueiros que jogaram vieram da base: João Pedro, João Victor, Raul Gustavo e Piton.

E ainda havia mais: no meio-campo, Du Queiroz; e no ataque, O velocista William, também da base, imprimiu velocidade pelo lado esquerdo e bateu o recorde da prova com as arrancadas mais rápidas e participou de dois dos três gols.

Ainda da base, estiveram em campo Mantuan, Gustavo Mosquito e Adson (os dois últimos entraram no decorrer da prova)

O técnico Vitor Pereira disse que os mais velhos precisam entrar em forma para retornar ao time.

A Lusa

está de volta

Com o empate, 1 a 1, sábado no Canindé (13 mil torcedores) a Portuguesa garantiu o acesso e está de volta à Série A do Paulista, depois de 7 anos consecutivos amargando a Série B.

Como o São Bento também conquistou o direito de voltar à Série A, os dois times se enfrentam esta semana para decidir quem será o campeão do Paulistão Série B de 2022.

O jogo decisivo será no domingo, no Canindé.

Os

idiotas&imbecis

Alguns vândalo e candidatos a assassinos que se declaram torcedores do Corinthians, ameaçaram alguns jogadores, entre eles o atacante William e o goleiro Cássio de agressão aos jogadores e familiares e até mesmo ameaça de morte, depois que o Timão perdeu o jogo de estreia na Libertadores.

Alguns desses idiotas já foram identificados, levados à delegacia, onde disseram que já apagaram as postagens e pediram desculpas.

Como se isso resolvesse a questão.

Esse tipo de “torcedor” tem que ser penalizado para que sirva de exemplo a outros.

Alguma coisa do tipo comparecer a uma delegacia no dia e horário de jogo do Corinthians durante pelo menos um ano.

Quem sabe eles se emendam.

Outro imbecil que tem que ser fortemente punido é o técnico Rafael Soriano, do Desportiva Ferroviária.

Ontem, no intervalo do jogo contra o Nova Venécia, pelo Campeonato Capixaba, o técnico invadiu o campo para reclamar da arbitragem e acabou agredindo a bandeirinha Marcielly Neto com uma cabeçada.

Ele foi expulso e demitido do clube.

Mas esse não é um caso que deva ficar apenas na esfera esportiva, onde ele pode ser suspenso por até 180 dias: é caso de polícia.

Tem que ser punido penalmente com algum tempo na cadeia para ele pensar melhor na vida.

Veja o lance da covarde agressão:

https://youtu.be/ZJdgtCex6ZE

Agora, veja os gols do domingo

______________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR) ____________________________________________________________________

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter