erros

Família Ratinho, Bolsonaro, insuportáveis. E super erros de imprensa

 Quem sai aos seus…

ratinhoDiz o Roed ops! Ratinho Jr. que “Todos têm o direito de questionar o sistema eleitoral”. O curioso é que “todos”, com exceção de um, só questionam quando perdem, jamais quando são eleitos.

O “um” é o ignaro ignóbil, ornejou que foi eleito no primeiro turno, que tem provas disso, mas, mentiroso convicto que é, nunca as mostrou. E o gado que o segue compra a peta sem pestanejar.

 Hipócritas em profusão

O Ministério Público de Mato Grosso mandou apurar a contratação de artistas por 24 prefeituras do estado com o suado dinheiro da população. Os contratados são cantores de música sertaneja e de outros gêneros musicais, todos eles contra a Lei Rouanet, cujo suporte, em geral, suporta eventos de qualidade e não a berração desenfreada dessa turma.

choroMas não é só em MT que ocorre a distorção, em Teolândia (BA) será desperdiçado R$ 1,2 milhão para pagar uma festa com artistas mesmo depois  de as chuvas terem destruído parte da cidade e a população ainda sofrer com os efeitos dos desastre.

Entre os agraciados com milionário cachê, R$ 704 mil, está Gusttavo Lima, aquele que agora cinicamente chora lágrimas de crocodilo e declara que “Eu já trabalho para c… para ter o meu dinheiro, eu não quero dinheiro do povo… De coração, eu juro para vocês que estou cansado, estou a ponto de jogar a toalha.”.

 É mesmo? O dinheiro que vai receber apareceu por geração espontânea? Não é público e desviado de obras que o município precisa com urgência?

 Barrabás!

O ex-Estadão, dos tempos em que era Estadão, Luiz Roberto de Souza Queiroz, o Bebeto, publica no Jornalistas&Cia uma coletânea de absurdos perpetrados por coleguinhas de outrora. O texto é todo dele.

“O cadáver do morto foi encontrado no fundo do poço”, “O Ibirapuera estava cheio de aves, entre as quais vários bem-vos-vis”, “O juiz disse que a ação não era da sua ossada” e a famosa errata desculpando-se porque, “ao contrário do que foi publicado, Jesus Cristo não foi enforcado, mas crucificado”.

Essas são apenas algumas das barbaridades que ao longo dos anos eram relembradas nas redações. Agora, porém, Francisco Ornellas resgatou uma coleção de bobagens registradas por Cecília Thompson, que nos deixou há três anos, e por outros jornalistas do Estadão, que ele chegou a usar no famoso Curso de Focas.

 Embora não esteja incluído no rol o título ‘pornográfico’ de 8 colunas na primeira página do Estadão, perpetrado por Lenildo Tabosa Pessoa, e que certamente ainda faz o dr. Julinho Mesquita revirar-se no túmulo: “REALIZOU-SE A CÚPULA; NOVO COLÓQUIO AMANHÔ.

Aí vão os registros da Cecília:

10 erros persistentes - Ensino - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa

“Enquanto as máquinas retiravam a terra, os três corpos esperavam a sete pés, abaixo dos curiosos”; “Os bombeiros entravam no buraco com pás, picaretas, mas sobretudo com seus músculos”; “Os saqueadores levaram 50 dúzias de ovos, 108 quilos de biscoito, 300 de macarrão e o estranho é que gente faminta e subnutrida conseguiu carregar tanta mercadoria”.

“Os peixes serão vendidos no entreposto dias 30 e 31, mas não funcionarão dia 1º”; “A fome está ladrando nas periferias, com a inflação de 200% ao ano e a moral pública erosada”; ‘O rei Carlos e a rainha Silvia, da Suécia, visitaram o hospital que é o maior centro de reabilitação automotora da América Latina”.

“Ulysses Guimarães ficou atravancado pela multidão, o suor borbulhava de sua careca”; “Para que se entenda, é preciso compreendê-lo”; “O capitão Clemente, da PM, que coordena a estratégia da violência da Secretaria de Segurança”; “Caso não apareçam as chuvas nos próximos 15 dias, a população ficará sem água até a metade da semana que vem”; “Em Ubatumirim é feito o levantamento dos 40 posseiros que vivem na área, alguns desde o século XVIII”.

“Os municípios mais chovidos do Maranhão são Joselândia e Penalva”; “As garagens são abertas com portas que se abrem e fecham manualmente”; “No campus do Mackenzie estão afixados o prédio e a sala em que o candidato fará exame”; “Em São Paulo, a fauna silvestre está semiextinta por completo”; “A área será desapropriada, mesmo que a terra produza alta produção e boa produtividade”; “São Paulo é um contraste de coisas diversas”; “O fogo é imprevisível, e quando os bombeiros chegam ao local o incêndio já está ocorrendo”.

“O chão estava coberto de vidros, cena bonita, pois quando banhado pela fraca luz das lâmpadas davam um brilho especial a toda a depredação”.

“Os peneus (sic) dos ônibus com aquele seu ar de superiores quando ameaçam os pequenos veículos particulares, permaneciam imóveis, estáticos, impotentes. Eles estavam vazios e pareciam tendo se rendido na luta que travam todos os dias com o asfalto”; “O prefeito explicou que o problema da poluição é controlado a nível industrial pela Cetesb”; “Nunca vamos nos recuperar do saque do supermercado, que causou prejuízo incalculável, cinco milhões”.

“‘Várias pessoas foram à Regional retirar os habices de suas casas”; “Os caminhões Scania procuravam uns aos outros e ciumentamente afastavam do seu núcleo as outras marcas”; “A remarcação atingiu vários produtos, inclusive os aderentes íntimos”; “Os pais devem orientar seus filhos a seguir os extintos”; “A casa conta com armários embotidos”; “Outra tumba é equipada com água encanada, para que o defunto não morra de sede”.

 “Seus colegas, segundo disse, consomem desde cachaça até maconha, incluindo algumas meninas”; “O sequestro do empresário João Grandezi, em Campinas, já está solucionado, mas os sequestradores não estão detidos e nem o empresário foi solto”; “O escritório não oferece qualquer segurança, a não ser pelo trabalho de dois vigias em tempo integral”; “Trabalharam no combate ao incêndio 220 pessoas, além de 100 portuários”; “Até hoje Uberlândia não conta com um Plano Diretor para direcionar sua desenvoltura”; “A população ainda discute se foi acertada a medida de acabar com a única e principal avenida central”.

“Expedito faleceu por asfixia em virtude de enorme pedaço de carne que se encaixou na garganta”; “Dos corpos encontrados junto à estrada, pouco restou, disse o delegado, de um deles só temos uma calça jeans e um tênis branco”; “Na porta, Joira Santos Tolosa presenciava tudo sem a menor reação, só chorava”; “A biodiversidade de escolha é levada em consideração, quando adentramos o terreno da individualidade humana, onde a razão tem razões que a própria razão desconhece”; “O professor morreu com um tiro na testa e outro na cabeça”.

Este mirandeiro tem um acréscimo a fazer. Muito tempo atrás, o mesmo jornal que enforcou Jesus Cristo, para completar a matéria a respeito da execução de um condenado à morte nos EUA, contou que uma das formas era com o uso de pelotão de fuzilamento e que seus integrantes eram vendados !!! para que não soubessem quem acertou o alvo… Ao ser corrigido, o cara-pálida tentou mostrar ao reclamante, este digitador, que a informação estava correta. Depois de muita insistência, levou mais de mês, o jornal reconheceu o erro e publicou um “erramos” informando que vendado era  o condenado e que, para não ter como saber quem o matou, nenhum dos componentes tinha a informação  sobre  a munição de sua arma, se  era real ou de festim.

(CACALO KFOURI)

                                                                    ***************

Copiada da Folha

Governo Bolsonaro direciona 1 em 5 ambulâncias ao Piauí, reduto de Ciro Nogueira

O Piauí tem sido inundado por ambulâncias, várias delas distribuídas a aliados do clã Nogueira. Isso tem sido turbinado pelo orçamento das chamadas emendas de relator, que se tornaram um dos principais instrumentos de negociação com o Congresso durante o governo Bolsonaro.

O motivo para tanta ambulância pode estar no fato de haver muita gente doente por lá, é uma explicação plausível para o naipe de gente que tem sido eleita…

                                                                    ***************

Copiada do UOL

Nunes Marques suspende decisão do TSE que cassou deputado por fake news

O ministro Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), suspendeu a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que cassou o deputado estadual Fernando Francischini, garantindo ao parlamentar bolsonarista a restauração de seu mandato na Assembleia Legislativa do Paraná.

Na prática, a decisão do ministro torna sem efeito a condenação, considerada um marco do TSE e um recado do tribubal(X)(TRIBUNAL) ao Planalto, e amplia o risco de crise entre o Planalto e a Corte Eleitoral. Francischini foi o primeiro parlamentar punido por compartilhar informações falsas sobre o processo eleitoral.

A PGR (Procuradoria-Geral da República) pode recorrer.

Olhaí um dos 10% lambendo as botas do dono e fazendo imitação do perdão a Daniel Silveira!

A PGR pode recorrer??? Mais uma vez, o comediante Ronald Golias parodiando o ex-presidente Jânio Quadros, “Desculpe se me rio, mas é que foi uma boa piada!”.

Na mesma toada, NM livrou a cara de outro, o deputado federal Valdevan Noventa, que, fazendo jus ao sobrenome, foi condenado por abuso econômico.

André Mendonça, o terrivelemente terrível, os outros 10%, deu 10 dias para que o Circo do Planalto explique o sigilo de 100 anos a respeito das constantes visistas dos pastores vendedores de bíblias e facilidades.

Resposta provável: daqui a 100 anos a gente responde e ele vai aceitar.

A AGU e a PGR têm prazo menor, cinco dias, mas vai dar tempo de combinar as evasivas.

                                                                    ***************

Copiadas do Blog do Ancelmo

 legenda
jefe: Ancelmo Gois
miss Caixa/mistake: Ana Cláudia Guimarães (editora)
errador/mister Crase: Nelson Lima Neto

 

 Duas Linhas e Meia (02-06-2022)

. A médica Deborah Klajnman lança o livro “A Realidade(?) psíquica na neurose e na psicose: de Freud a Lacan”

. O advogado Marcelo Queiroz receberá, (…). Presidirão a Cerimônia(?) os Advogados(?) Cacau de Brito e Elmo Portella.

(?) O jefe compôs o “Samba da Caixa-Alta Doida”!

Cidade de Belo Horizonte ganha parque inspirado em Inhotim

 É que o novo parque ambiental da cidade terá todo o paisagismo inspirado no Museu(?) que é referência em arte contemporânea aliada à preservação ambiental.

(?) Miss Caixa, tome tento… não tem o nome, não tem porque ir em alta… Ou tá dançando o sambinha do jefe (aposto que é de sua autoria…)?

A iniciativa tem mapoio(!) da mineradora Itaminas,

(!) É melhor que apoio, mistake?

Veja o tamanho da fila para fazer um teste de Covid-19 em um posto de Saúde no Catete

Um grande amigo da coluna tomou um susto ao chegar no(X) Centro Municipal de Saúde,

(X) Imagine, errador, o tamanho do susto que  o amigo levará ao descobrir que chegou “no” em vez de ao…

Hoteis(X) entram na campanha Rio de Cores para celebrar a diversidade

Os hoteis(X) Prodigy Santos Dumont e Linx Galeão aderiram a(!) campanha Rio de Cores

(X) Barrabás, mistake, hotéis, caramba. Tomara que sejam só sem acento e tenham camas.

Durante processo,  juntaram-se a(!) banda Peterson Leal e Felipe Lobo.

(!) Mistake aderiu à moda de Mister Crase! À e à, cara-pálida.

Bárbara Reis volta hoje como a enfermeira Lívia, em ‘Sob pressão’

 “Nesse momento, a Lívia vem para mostrar o dia a dia das mulheres que acordam cedo, fazem plantões, não trabalham (em um hospital somente)(*) para poder prover dentro de casa

(Escriba, pensa um pouco, a frase que escreveu não deve ter reproduzido direito o que a moça disse, cometeu um mistake. Veja: não trabalham somente em um hospital, nesta ordem, o que, claramente, objetivamente, sem deixar dúvida, sem dar margem a uma interpretação dúbia, quer dizer que trabalham em vários hospitais para aumentar o ganho, capisce?)

(…), com direção artística de Andrucha Waddington e direção (DE) Mini Kerti, .

                                                                  ***************

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter