Aceitar bovinamente respostas faz mal à saúde da imprensa, alerta Cacalo

vaca

Hoje, o Mirando está diferente, em vez de apontar erros de gramática, serão apontados os de procedimento, os de falta de atitude de repórteres que nada questionam, que aceitam bovinamente as respostas ou declarações de autoridades e entrevistados. Mas, tem coisa boa também, o desastre não causou perda total.

Uma sugestão de pauta: ontem (25), embarquei no metrô na Estação Paraíso e, mais adiante, assisti a uma cena inacreditável quando o trem parou na Estação Consolação (é o nome se você estiver na Linha Verde, se estiver na Amarela, é Estação Paulista, vai entender… coitado do turista): as pessoas não conseguem desembarcar, a plataforma fica lotada, ninguém anda! Por quê? Porque a estação foi mal projetada, mal dimensionada, quem fez o projeto deveria ter o diploma cassado, quem aprovou o projeto, ser preso.

Pessoal, como já apontado aqui por várias vezes, não existe criança de zero ano, contagem de idade de gente não começa do zero. Alíás, nem a contagem dos séculos, vamos parar com a papagaida, por favor. Que estatísticos usem a barbaridade dá pra entender, não sabem português, mas é obrigação de jornalistas saber (apesar das provas em sentido contrário…). Por que volto ao assunto? Porque ouvi a bobagem no Bom Dia Brasil, TV Globo. O erro é grave em qualquer lugar, mas, na Globo, é mais, o que se fala em seus telejornais e programas em geral influencia o falar das pessoas.

Mais um serviço público da TV Globo, no Bom Dia Brasil: o tal do Simples Doméstico se mostra cada vez mais Complicado Doméstico, não tem a opção para demitir. Será um artifício para não aumentar o índice de desemprego? Haja incompetência! A Receita só é eficiente para nos extorquir, no caso, tem uma criatividade inigualável. O resto da imprensa comeu barriga. E por quê? Porque ninguém faz o papel do cidadão, ninguém entra nos sites para verificar se funcionam, parece que não é trabalho nobre o suficiente para os coleguinhas.

Recomendo a quem não viu que entre na página da TV Cultura à caça do programa Roda Viva Internacional (25) com o Jornalista (com J) Jamil Chade. Mais uns dez iguais a ele e as coisas seriam diferentes.

Redatores, é norma, está no Volp, não depende da vontade de quem escreve, siglas com até três letras devem ter todas elas em caixa-alta, TIM, ONU, FAB, NET e outras. Gol e Oi não são siglas são nomes, não se enquadram na norma.

Pensata do dia: pelo menos, Donald Trump não é brasileiro…      

(CACALO KFOURI)  

                                                     ***************

No Estadão

 Saúde: zika e microcefalia vão crescer no Sudeste

 Repelente. O ministro da Saúde, Marcelo Castro, afirmou que o governo deve desembolsar R$ 300 milhões para a compra de repelentes que serão distribuídos para gestantes atendidas pelo Bolsa Família.

Obs.: – Pergunta que não foi feita: Deve, ministro? A epidemia correndo solta e a providência ainda não foi tomada

(“) ESBARRAMOS NA BUROCRACIA AO BUSCAR VACINA (”)

 Brasileiro radicado nos EUA não conseguiu amostra do vírus para desenvolver imunizante

“Pela rapidez com que começamos, se eu tivesse o vírus em dezembro, já teria feito testes in vitro e em animais e saberia se esses candidatos funcionam. Talvez pudesse ter uma vacina em testes pré-clínicos”, lamenta.

Obs.: – Cadê a entrevista com os responsáveis pela “burrocracia”, pelo atraso?

 Com mudanças até o fim, zoneamento é aprovado. Oposição deve ir à Justiça

 Urbanismo. Lei cria corredores comerciais em áreas residenciais e libera mais vagas de garagem em vias com oferta de transporte público, além de afrouxar fiscalização e regras de silêncio; associações de bairro protestaram. Para críticos, maioria não sabia o que votou.

Obs.: – A imprensa está à espera de uma Operação Lava Roupa Suja para que algum juiz faça o trabalho que é dela? Não parece óbvio que debaixo deste angu tem carne? Por que não publicaram um “Para saber mais” – como era hábito do Jornal do Brasil – com as acusações que pesam sobre muitos dos vereadores que votaram a favor e, assim, o leitor entenderia melhor o porquê das mudanças? Todas as mudanças favorecem empreiteiras e donos de comércios, nenhuma é a favor da população.

 Ciclovias vão parar na Justiça

 Obs.: – Mais uma vez, levantem o histórico dos envolvidos. Certos assuntos têm de ser tratados todos os dias, assim como fez o Jornal da Tarde (contei algum tempo atrás: quando governador, Maluf criou a Paulipetro (1980) e disse que iria encontrar petróleo em São Paulo o jornal passou a publicar na capa um Pinóquio, cujo nariz foi crescendo diariamente até o fim do prazo estabelecido para o primeiro jorro) em relação ao malígno (segundo Marta Suplicy, depois seu aliado) Paulo Maluf

Laboratório brasileiro pode perder chancela

Pela lei brasileira, os casos de doping envolvendo atletas podem ser julgados em todas as instâncias em até 60 dias (*) – quase três vezes o prazo de 21 dias exigidos pela Wada.

(*) Brasiiilsilsilsiiil!!! O dobro do prazo icônico – 30 dias – a que me referi outro dia

Walter Longo é o novo presidente do Grupo Abril

 Ele trabalhou na companhia nos anos 1990, tendo dirigido operações como TVA, MTV, HBO Brasil e DirecTV.

Obs.: – Como dizia o macaco no programa “Planeta dos Homens”, “Eu só queria entender”: todas as operações quebraram, todas (a MTV que existe hoje é outra), e ele vai presidir a empresa???

 ‘Nova Fifa’ mantém velhas práticas

Com discurso de renovação, candidatos no pleito de hoje disputam os eleitores com diárias de US$ 1 mil, vagas na Copa, cargos, limusines e perfumes (*)

 (*) Linha fina

Obs.: – Aqui temos jornalismo como deve ser feito, tudo muito bem apurado, com detalhes, questionamentos, a começar pela linha fina (também chamada de sutiã), nada aceito goela abaixo. A Fifa lembra-me muito do Congresso Nacional

 trapese

                                                     ***************

Na Folha

 Autoengano

Estados e governo federal recorrem, mais uma vez, a artifícios de contabilidade na tentativa de embelezar seus balanços orçamentários

Enviou-se ao Congresso projeto que permite à União apoderar-se de valores destinados ao pagamento de precatórios, como se chamam as indenizações, na maioria trabalhistas e previdenciárias, impostas ao erário por decisões da Justiça.

Obs.: – Jornalistos e jornalistas, vocês têm de bater nisto diariamente, estas ações demoram dezenas de anos e a única garantia de recebimento dos valores que os desafortunados têm são os depósitos. Agora, além de esperar, a vítima corre o risco de o dinheiro sumir. Lembrem-se de que a quebra do sistema previdenciário começou quando a ditadura militar desviou o dinheiro para construir a Ponte Rio-Niterói e a Transamazônica. Aliás, há quem diga que começou antes, com a construção de Brasília

Não queremos

O Conselho Federal de Medicina ficará contra a proposta de retorno da CPMF. “Não falta tributo. O que falta é planejamento e gestão eficaz do dinheiro público”, diz Carlos Vital, presidente da entidade.

Obs.: – Falou e disse!!!

 Santana diz ignorar origem de US$ 7,5mi em sua conta

Mônica diz que fez caixa dois por pressão

 Obs.: – Coitadinhos! São vítimas de alguma pessoa com mente (trocadilho proposital) diabólica, entraram nesta como Pilatos no Credo.

                                                      ***************

No Blog do Gois

Rio- (XXX) 2016: unidades do Minha Casa Minha Vida serão usadas pela Força Nacional

A casa do soldado Um decreto autorizará o uso de unidades do Minha Casa Minha Vida — muitas delas ainda não ocupadas — para hospedar a turma da Força Nacional de Segurança na Rio- (XXX)2016.

Serão dez mil homens e mulheres da Força trabalhando para garantir a segurança durante os Jogos.

Obs.: – Mudou o bordão, era “Tudo pelo Social”, agora é “Tudo pelos Jogos”.

                                                     ***************

No UOL

Como a prefeitura derruba casas e intimida moradores por obras da Rio-16 (XXX)(Rio 2016)

“Fiquei sabendo da demolição quando ela já estava acontecendo”, conta Guimarães, que tem 61 anos e é o atual presidente da Associação de Moradores da Vila Autódromo. “Chegaram aqui com mandatos judiciais em nomes de pessoas que ninguém nunca ouvir falar na comunidade. O pessoal até tentou resistir. Mas quando eu cheguei, a casa já estava no chão.”

Obs.: – Idem acima.

mao apontando direitaIsto é jornalismo.

                                                     ***************

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter