AMERICA

Domingo de campeões. Coluna Mário Marinho

Domingo de campeões

Há quem considere que os campeonatos estaduais devam acabar. Eu não penso assim, mas acredito que os dirigentes devem buscar alternativas para tão deficitários torneios.

O campeonato paulista, por exemplo, teve média de 7.267 torcedores por jogo, o que é muito baixo. E mesmo assim, é preciso levar-se em conta que essa média foi puxada para cima graças à boa média conseguida por Corinthians e Palmeiras em suas arenas.

A média corintiana foi de 30.812 pagantes em sua arena, enquanto o Palmeiras ficou com 20.271 nos jogos em sua casa.

Mas é bom levar-se também em conta que se a final fosse entre dois times grandes e disputadas em estádios maiores, o resultado poderia ter sido outro. Os dois jogos entre Santos e Audax, somados, deram um total de cerca de 28 mil pagantes.

Mas, no campo, a decisão foi um espetáculo.

Dois excelentes jogos. O primeiro terminou em 1 a 1.

No segundo, vitória do Santos por 1 a 0.

Mas o pequeno Audax foi audacioso e não levou em conta que o jogo era contra o Santos, na lotada Vila Belmiro, por vezes chamada de Alçapão da Vila.

O técnico santista, Dorival Jr, reconheceu depois do jogo que o Audax conseguiu envolver o time do Santos.

Na verdade, faltou ao time de Osasco um artilheiro com a marca de Ricardo Oliveira que, numa arrancada fenomenal, marcou o gol santista, da vitória e do título.

Outro destaque legal: ao final do jogo, os jogadores santistas aplaudiram seus companheiros do Audax que recebiam as medalhas de vice-campeões.

Veja os melhores momentos.

Santos 1 x 0 Audax

https://youtu.be/YqlhL3QsVbM

Minas Gerais

O meu América fez bonito. Num Mineirão com quase 50 mil atleticanos empurrado seu time e gritando o já famoso “Eu acredito!”, o Coelhão não tomou conhecimento. Levou um gol e depois com o lateral esquerdo Danilo, alcançou o gol do empate e do título que não via desde 2001.

No primeiro jogo, no Independência, vitória do Coelho: 2 a 1. O empate era o bastante e realmente foi.

Acho que o sr. Paulo Marinho, meu saudoso pai, deve estar muito feliz lá nas alturas e comemorando com o Marco Antônio que foi fazer companhia a ele.

Veja como foi.

Atlético 1 x 1 América

https://youtu.be/RZqc1i5mtL0

Os mineiros não prestigiaram muito seus jogos. A média do campeonato foi de 5.409 pagantes por jogo. O campeão de rendas foi o Galo, com 17.523 pagantes em seus jogos. O meu América, pobre coitado, levou a média de 3.157 torcedores.

Rio de Janeiro

O Vasco foi muito pressionado pelo Botafogo, mas conseguiu ficar no empate que lhe deu o título. Tornou-se bicampeão carioca.

Foi jogo de muita emoção e de gols perdidos.

O título pode dar ao Vasco o embalo para disputar a Série B do Brasileirão e sair-se bem. Tomara.

Eis os melhores lances do jogo

Vasco 1 x 1 Botafogo

https://youtu.be/IEVAuBqzlIU

Sem o Maracanã e o Engenhão durante o campeonato, a média de públicos no Carioca foi também ridícula: 3.853 pagantes. O campeão de público foi o Vascão: 13.451 torcedores.

Bahia

O Vitória poderia perder por até 2 a 0 que seria o campeão. Conquistou a folga ao vencer o adversário no primeiro jogo, no Barradão.

Na decisão, na Fone Nova, o Bahia bem que pressionou, mas não conseguiu os gols que poderiam ter lhe dado o título.
Também na Bahia a média de público foi pequena: 3.779 torcedores.

O campeão de rendas foi o Bahia: 12.862 contra 10.015 do Vitória que foi o campeão do Estado.

Veja os principais lances.

Bahia 1 x 0 Vitória

https://youtu.be/9NCrJ9GZUjw

Pernambuco

Com um náufrago que se agarra a um pedaço de madeira para não afogar, o Santa Cruz se valeu o 1 a 0 no jogo de ida para conquistar mais um título pernambucano: o quarto seguido.

Ficou também com a melhor média de público: 15.046, contra 11.171 do Sport. A média de toda a competição foi pequena: 3.044 pagantes.

Sport 0 x 0 Santa Cruz

https://youtu.be/aVcF7iVdp4o

Alagoas

Vocês verão no vídeo abaixo cenas de uma brutalidade incrível. De covardia sem tamanho. Cenas de selvageria, com torcedores agredindo um torcedor caído, chutando-lhe a cabeça, pisoteando-o. Chamo a atenção para a ação do médico do CSA protegendo um torcedor caído.

As informações, até o momento são de que dois torcedores foram internados em estado grave.

CSA x CRB

https://youtu.be/frXGVzinWxo

O CRB sagrou-se campeão.

______________________________________________________________________

FOTO SOFIA MARINHO

Mario Marinho É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, nas rádios 9 de Julho, Atual e Capital. Foi duas vezes presidente da Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo). Também é escritor. Tem publicados Velórios Inusitados e O Padre e a Partilha, além de participação em livros do setor esportivo

A COLUNA MÁRIO MARINHO É PUBLICADA TODAS AS SEGUNDAS E QUINTAS AQUI NO CHUMBO GORDO.

_____________________________________

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter