Quarta-feira gorda. Coluna Mário Marinho

Quarta-feira gorda

COLUNA MÁRIO MARINHO

Para quem gosta de futebol, a quarta-feira foi um prato cheio.

No finalzinho da tarde, a impecável exibição de Messi e companhia com os 3 a 0 em cima do Chelsea e a classificação na Champions.

Aí, ressuscita aquela velha discussão: quem é o melhor do mundo: Cristiano Ronaldo ou Messi?

É discussão para litros e litros de chope.

Interminável e inconclusiva.

Cristiano Ronaldo é mais goleador, não há dúvida. Tem o faro do gol, está no lugar certo na hora certa.

Messi nem sempre está na hora certa. Mas, se não estiver, ah!, com certeza ele chega.
Os três gols do Barcelona mostram isso.

No primeiro, eis que ele aparece como um ponta direita fechando sobre o gol inimigo e marca com o pé direito, no único espaço disponível: entre as pernas do bom goleiro Courtois.

No segundo, ele toma a bola do adversário na meio do campo, aplica uma meia lua no zagueiro parte para a área adversária e só ele enxerga Dembelé na corrida do outro para chegar na área. E passa a bola limpa, pura e cristalina para o atacante marcar.

No terceiro gol, Messi está na posição de meia direita quando dá um pique para a esquerda e se apresenta sozinho para receber. O pobre Courtois levou mais um gol entre as pernas.

É muito craque.

Talvez, aí esteja a diferença.

Um é muito goleador.

O outro é muito craque.

Mas já que estamos em discussão, vamos continuar.

Não há a menor dúvida que Pelé é o primeiro. Mas, quem é o segundo: Maradona? Messi? Cristiano Ronaldo?

Em minha opinião, a discussão se resume aos dois argentinos.

Maradona foi mais espetacular, porém mais passageiro.

Messi é tão craque quanto Maradona, perdendo só em alguns quesitos do show, do espetáculo. Além disso, é mais longevo, brilha há mais tempo.

Fico com ele.

A noite da quarta-feira começou com o São Paulo vencendo o CRB, 3 a 0, lá em Maceió. Foi jogo pela Copa do Brasil e o Tricolor já havia vencido o primeiro jogo, no Morumbi, por 2 a 0.

Li num jornal hoje pela manhã, que o São Paulo já começa a ter a cara do novo técnico, Diego Aguirre.

Que coisa mais exagerada. Aguirre ainda nem assumiu e já está mudando a cara do São Paulo! Menos, menos.

No Independência, estádio do América, lá em BH, o São Paulo deu mole para o Figueirense, perdeu o jogo e foi para os pênaltis. Venceu e avançou na Copa do Brasil.

Na Libertadores, o Flamengo conseguiu sua primeira e importante vitória: 2 a 1 em cima do Emelec, em Guayaquil.

Vitória importante, não só por ser a primeira, mas também por ser fora de casa e de virada, já que o Emelec fez 1 a 0. E tem mais: cm dois gols de sua jovem revelação Vinicius Júnior. Aliás, dois golaços.

Na Arena da Itaquera, o Corinthians venceu o fraco Deportivo Lara por 2 a 0. O timão ainda mostra muita indecisão, erros de passes e falta de finalização.

No final, conseguiu quebrar o sistema defensivo do adversário com uma bela cabeçada do veterano Emerson Sheik e, minutos depois, o gol contra nascido de uma boa jogada do competente Rodriguinho.

Enfim, foi uma quarta de bom futebol.

Veja os gols com times brasileiros.

https://youtu.be/RL1tF60J5Ho

Agora, confira a exibição de Messi.

https://youtu.be/xnVbG9dF2_4

Ah!,
Cristo Redentor.

Pena que seus braços tão generosamente abertos não possam proteger seus cidadãos…

_______________

FOTO SOFIA MARINHO

Mario Marinho – É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo, foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.
(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter