goleiro

O goleiro não pode falhar. Blog do Mário Marinho

goleiro

O título do blog contém uma afirmação cruel. Porém, verdadeira.

É uma afirmação dura, amarga, inclemente, desapiedada e até desalmada – além de injusta.

Mas é séria, verídica, autêntica, genuína, legítima.

O goleiro é uma figura solitária em campo e só é chamada a participar nos momentos mais decisivos, penosos.

Se veste com uniforme diferente, tem regras especiais e até pode pegar a bola com as mãos.

Mas não pode falhar.

E ontem, no jogo Fortaleza 3, São Paulo 1, o goleiro Tiago Volpi falhou. Não uma, mas duas vezes.

No primeiro, Ronald, do Fortaleza, acertou um belo chute de fora da área. Foi um chute rasteiro, forte; Volpi foi na bola e ela passou por baixo do seu corpo.

Se a bola tivesse passado ao lado do corpo de Volpi, haveria a desculpa de que ele se esticou mas não conseguiu chegar na bola. Aí, o mérito seria todo do adversário que conseguiu um chute forte, fora do alcance.

Mas, não. A bola passou sob a barriga de Volpi. É falha. Não é aquele frango horroroso com a bola passando vagarosa entre as pernas do goleiro. Não, isso não. Mas é falha.

No segundo gol, Volpi saiu e não saiu. Ou seja: saiu e não chegou – ficou no meio do caminho.

Entre o primeiro e o segundo gols, Volpi fez uma defesa sensacional evitando um gol do adversário.

Mas o estrago da primeira falha já estava feito.

A falha de um atacante que perde um gol certo, como Rigoni no jogo de ontem, pode ser consertada com um ou mais gols que o atacante venha a fazer.

Mas a falha de um goleiro pode ser definitiva no comprometimento do time.

Ainda mais num time desacertado como o São Paulo de ontem à noite.

Porém, é bom que se diga: a defesa não pode falhar seguida e bobamente como falhou a defesa tricolor ontem.

Falhou nos três gols.

O espaço que concedeu ao adversário foi enorme, imenso. Parecia um salão de baile em tempos de pandemia.

Em campo, ontem, o São Paulo foi um time apático, independente das falhas do goleiro. Pareceu que já entrou em campo batido.

O técnico Hernán Crespo que mostrou um belo trabalho logo em sua chegada ao São Paulo, conquistando o título paulista, um título que há muito o time do Morumbi não comemorava, agora acumula maus resultados, péssimas apresentações.

Foi eliminado da Libertadores e agora da Copa do Brasil.

E no Brasileirão está flertando perigosamente com o rebaixamento.

Veja os melhores momentos:

https://youtu.be/kl4lAOlvyvw

No Rio, o Flamengo que já havia vencido o Grêmio, em Porto Alegre, por 4 a 0, não teve dificuldades em fazer 2 a 0 e confirmar sua classificação.

Veja os gols:

https://youtu.be/1bU7IWqeiWo

Em Belo Horizonte, o Galo passou pelo Fluminense, 1 a 0, e também está na semi da Copa do Brasil.

Veja:

https://youtu.be/KdY5kF4XVl4

O quarto classificado é o Athlético PR que, na terça-feira, venceu o Santos na Vila Belmiro por 1 a 0.

Os jogos serão estes:

Athletico PR x Flamengo

Fortaleza x Atlético MG

A CBF ainda não divulgou os mandos dos jogos que serão disputados nos dias 20 e 27 de outubro.

___________________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)
____________________________________________________________________

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter