saliava ou pólvora

Saliva ou Pólvora. Por Maria Helena RR de Sousa

SALIVA OU PÓLVORA

MARIA HELENA RR DE SOUSA

 …quando ouvi Bolsonaro dizer que depois da diplomacia (a saliva) só mesmo entrando com a pólvora (a guerra) poderíamos acertar o passo com os USA, me veio à mente, de imediato, a guerra de Fenwick…

saliva ou polvora

(ARTIGO PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BLOG DO NOBLAT VEJA ONLINE, 15 DE NOVEMBRO DE 2020)

‘O Rato que Ruge’ é uma comédia inglesa de 1959 que tem um roteiro sensacional e interpretações brilhantes. Peter Sellers, o grande ator inglês interpreta quatro personagens e merece ser aplaudido de pé!

Eis um resumo do filme. Um pequeno país nos Alpes europeus, Fenwick, entra em bancarrota quando os Estados Unidos resolvem produzir o mesmo tipo de vinho Pinot, o que acaba com o mercado de Fenwick. Revoltadas, as autoridades e os habitantes de Fenwick declaram guerra aos Estados Unidos, o que causa ondas de gargalhadas no país americano.

Armado com arcos e flechas, o exército de Fenwick é enviado para a invasão do território Americano. A primeira parte da viagem é feita num ônibus, depois pegam um navio a vapor e finalmente chegam a New York.

Quis o destino que naquele dia a grande cidade americana estivesse em completo lockdown, pois é o dia de um treino contra uma nova bomba superpoderosa e os novaiorquinos devem ficar enfurnados em imensos abrigos subterrâneos.

Claro que o exército de Fenwck acha que sua presença assustou os americanos que fugiram do combate com o exército invasor. Achando-se vencedores, as autoridades de Fenwick usam muita saliva para exigir dos States um milhão de dólares, a retomada total de seu mercado de vinho e um completo armistício.

Mas por que estou me lembrando hoje desse filme de 1959? Simples: quando ouvi Bolsonaro dizer que depois da diplomacia (a saliva) só mesmo entrando com a pólvora (a guerra) poderíamos acertar o passo com os USA, me veio à mente, de imediato, a guerra de Fenwick com os States.  Tudo isso porque o capitão não queria aceitar a vitória de Biden e a derrota de seu amigão, Trump.  Ver nosso Brasil meio que declarar guerra aos Estados Unidos me trouxe à mente, imediatamente, o ‘Rato Que Ruge’.

São muitos os eventos cômicos e as confusões geradas por esses dois exércitos: o da saliva e o da pólvora. Descrevê-las não tem graça. Graça tem assistir a esse filme extraordinário.

Procurem o filme para alugar. Garanto que não vão se arrepender.

____________________________

Maria Helena Rubinato Rodrigues de Sousa

Professora e tradutora. Vive no Rio de Janeiro. Escreve semanalmente para o Blog do Noblat desde agosto de 2005. Colabora para diversos sites e blogs com seus artigos sobre todos os temas e conhecimentos de Arte, Cultura e História. Ainda por cima é filha do grande Adoniran Barbosa.

1 thought on “Saliva ou Pólvora. Por Maria Helena RR de Sousa

  1. Minha Querida Maria Helena

    A primeira coisa coisa que veio-me à lembrança após a “ameaça” foi “O Rato que Ruge”, inclusive postei que bolsonaro e seus estrategistas estavam loucos à procura de cópia do filme à procura de inspiração; duvido que com a competência usual, tenham sido capazes de obtê-lo.

    Eu, por minha vez, não só encontrei, como o fiz de graça e quase morri de graça ao assistir outra vez.

    Beijos

    Arthur Latache

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter