Lista

Lista de atividades do coiso que merecem seu impichamento

 A ex-presidente Dilma foi “impichada” por causa de pedaladas, arrasou a economia, mas não matou ninguém. Já o coiso, que continua a arrasar a economia, acrescenta à sua atuação as “assassinadas”,  tais como má gestão no trato da pandemia, campanha contra medidas de proteção como incentivar que não se use máscara e a aglomerações que provoca, ameaças a governadores que decretam lockdown, destruição do ambiente, prejuízo à Petrobras e, agora, ao Banco do Brasil, ataques ao Estado Democrático de Direito, seus e de asseclas, motivos muito maiores para que seja retirado do Poder. Mas, com o atual Congresso, sem dúvida o pior de todos os tempos, e uma oposição que mais parece situação, deverá terminar o mandato na Presidência e, provavelmente, reeleito, bom senso é um “animal” em extinção.

 Os líderes evangélicos, em mais uma demonstração de sua hipocrisia, aliam-se àquele que faz o oposto de tudo o que pregam,  o único verdadeiro leitmotiv que têm é arrecadar dízimo aproveitando-se da fé e ignorância das pessoas, na verdade são pastores a serviço do Diabo.

 O general da banda Pazzo, o zuello, tenta transferir a piora no quadro da pandemia a variantes do coronavírus quando, na realidade, a culpa é dos “avariados” que estão no Poder e as constantes falta de cuidado deles e de parte da população.

 A solução de José Simão, o Macaco Simão: Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Frase do dia: “Já saiu a Karol Conká/ Só falta o Jair Conjota!”.

Em julho de 1846, Henry David Thoreau, pensador norte-americano,  passou uma noite na cadeia por recusar-se a pagar o poll tax, imposto anual que era devido pelos homens do estado de Massachusetts com idade para votar. Para Thoreau, recusar o pagamento do imposto era uma forma de dizer não para dois descalabros morais: a política expansionista do pais com Guerra do México para anexação do Texas e a manutenção da escravidão negra em vários estados dos EUA. Imagine-se ele morador no Brasil atual, o coiso, não cumprindo mais uma das promessas de campanha,  não atualizou a tabela do Imposto de Renda, que está defasada em quase 114%, e, com isso, 10,5 milhões de pessoas que estariam isentas pagarão imposto este ano. O contribuinte, ao notar a quantidade absurda de dinheiro público que tem sido desperdiçada – vide gastos com as Forças Armadas, para ficar só nesse exemplo – tem um grande incentivo para agir como Thoreau.

A ombudsman da Folha de S.Paulo, Flavia Lima, trata em seu comentário no domingo (28) de um tema delicado, se é ético que jornais publiquem anúncios com conteúdo falso. Trata-se de um anúncio de meia página pago por um grupo de médicos defendendo a poção mágica do coiso, a cloroquina. Existe um dogma na imprensa, separação ente Igreja e Estado, o jornalismo não interfere no comercial e este naquele. Mas, infelizmente, não é assim que as coisas funcionam, a imprensa aceitou de bom grado, sem críticas, a derrubada de uma da poucas medidas acertadas do coiso, o fim da obrigatoriedade de as empresas publicarem seus balanços de modo impresso. Não importa que o motivo do coiso tenha sido perverso, causar prejuízo aos jornais, não tem sentido a publicação de um conteúdo que custa caro às empresas e interessa somente a meia dúzia de pessoas.

 https://www1.folha.uol.com.br/colunas/flavia-lima-ombudsman/2021/02/mais-uma-vez-a-cloroquina.shtml

 A vida dos brasileiros depende de três letras em ordem diferente, UBS para a saúde  e USB para o trabalho remoto.

 (CACALO KFOURI)

                                                                ***************

                                                                ***************

Copiada do F5 (Folha)

Primeira versão do ‘Sítio do Picapau Amarelo’ volta à TV

O Canal Viva exibe a partir de 1º de março a primeira versão do “Sítio do Picapau Amarelo”, clássico baseado na obra de Monteiro Lobato, que marcou uma geração de crianças das décadas de 1970 e 1980.

Nesta primeira versão, dirigida por Geraldo Cazé, as pessoas poderão assistir às histórias cheias de aventuras e magia dos netos de Dona Benta (Zilka Salaberry). O programa, um dos mais conceituados da TV brasileira, tinha ainda a Tia Anastácia (Jacyra Sampaio), a atrevida boneca de pano Emília (Reny de Oliveira) e o Visconde de Sabugosa (André Valli).

Mein Got, e ainda há quem diga que vivemos a era da informação. O cara-pálida erra de cabo a rabo, não acertou uma, a primeira versão do Sítio foi exibida pela TV Tupi entre 3 de junho de 1952 e 6 de março de 1963 (360 episódios). Era apresentado por Tatiana Belinky, que fez a adaptação, e Júlio Gouveia, que dirigia. Ele, ao fim de  cada capítulo, lia o início do próximo, parava e dizia “Esta é uma outra história que fica para uma outra vez” e fechava o livro.

Quem fazia o papel da Emília era Lúcia Lambertini; Edy Cerri fez Narizinho na maior parte do tempo; Davi José era o Pedrinho; Dona Benta foi feita por três atrizes, Sidnéia Rossi, Suzy Arruda e Leonor Lambertini (irmã de Lúcia); o Visconde, por Rubens Molino e Luciano Maurício.

                                                                ***************

Copiadas da Folha

Painel

Quebra(*)pau

(*) Na verdade, são dois, um, PF vs Exército, outro da cara-pálida com a grafia correta, é quebra-pau.

A maior apreensão de madeira supostamente(!!!) extraída de forma ilegal virou motivo de atrito entre a Polícia Federal e o Exército. A briga, revelada pelo Painel, foi parar no Palácio do Planalto. O Exército, que ficou com a responsabilidade de cuidar de milhares de metros cúbicos material apreendido, avisou por meio de ofício que retiraria suas tropas dos locais, sem explicar o motivo. A PF reagiu e ameaçou abrir inquérito contra(*) militares que abandonassem a missão.

(!!!) E qual foi a maior apreensão real de madeira ilegalmente extraída?

 (*) Olha ele aí de novo traveiz, inquérito viciado, é contra. Inquérito não é contra, cara-pálida, trata de alguma coisa, investiga algum fato, diz respeito a alguma ação duvidosa, capisce?

 Lira chama governadores para diálogo sobre pandemia após ataques de Bolsonaro a medidas restritivas

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), chamou governadores neste sábado (27) para uma conversa virtual na próxima semana para discutir questões relacionadas à pandemia diante do recrudescimento de casos e mortes por Covid-19.

O aceno ocorre um dia depois de os chefes de Executivo dos estados serem atacados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por causa da adoção de medidas restritivas quando o Brasil enfrenta o seu pior momento na pandemia.

Os governadores criticam campanha de Bolsonaro contra medidas restritivas e falam em insensatez e negacionismo.

O coiso está tão alucinado em suas intenções genocidas que até seus aliados começaram a se preocupar, o chamamento de Lira aos governadores é um forte indício de que a recomendação do uso de camisa de força poderá vir em horizonte próximo.

 Ciro busca alianças com centro para 2022 e diz que sua tarefa é tirar PT do 2º turno contra Bolsonaro

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) intensificou os acenos a siglas como DEM e PSD para viabilizar sua candidatura à Presidência em 2022 e, em entrevista à Folha, defendeu uma união de centro-esquerda para derrotar Jair Bolsonaro (sem partido) e reforçou seu rompimento com o PT.

“Nesse quadro de hiperfragmentação, quem for contra o Bolsonaro no segundo turno tem tendência de ganhar a eleição. O menos capaz disso é o PT. Por isso, a minha tarefa é necessariamente derrotar o PT no primeiro turno”, afirma.

Mais um nefelibata que não percebe que, deste jeito, não haverá segundo turno, ele não é nome que tenha apoio suficiente para ser o outro candidato da oposição, está claro que o PT, na sua cegueira e prepotência incomensurável, lançará um.

                                                                ***************

Copiada da Coluna ROGÉRIO GENTILE

Ministério Público Federal diz à Justiça que USP comprovou a eficácia do kit-Covid, mas universidade nega

A afirmação foi feita pelo procurador de República Kelston Pinheiro Lages em um processo por meio do qual ele quer obrigar o Estado do Piauí e a Prefeitura de Teresina a disponibilizarem a hidroxicloroquina e a azitromicina e suas unidades de saúde. O uso desses medicamentos é defendido pelo presidente Jair Bolsonaro.

O procurador não anexou nenhum estudo no processo. Para comprovar sua argumentação, reproduziu um post publicado em rede social por um internauta.

“Isso era para estar na manchete de todos os jornais do país inteiro, era para ter sido notícia no Jornal Nacional, com a bancada dando a notícia em ritmo de festa”, diz o post após anunciar a alegada comprovação científica da hidroxicloroquina e da azitromicina.

A USP nega ter comprovado a eficácia desses medicamentos para o tratamento do coronavírus. Em nota publicada na página da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, disse que o seu estudo avaliou o uso de um outro medicamento, a colchicina, mas não os citados. “O estudo foi divulgado com informações equivocadas nas redes sociais”, afirma a universidade.

Aras, aras, vejam só, fazendo escola! Conselho Nacional do Ministério Público, vai ficar por isso mesmo?

 Se bem que é duvidoso que o CNMP aja, a matéria publicada na Folha causa preocupação:

Com a ajuda do Senado, o procurador-geral da República, Augusto Aras, tem conseguido manter forte influência nas decisões do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), responsável por tomar decisões administrativas e avaliar a conduta de procuradores e promotores.

Está parada no Senado há quase um ano a aprovação de três representantes para compor o conselho. Com isso, a ala alinhada a Aras, crítica da Lava Jato e próxima do meio político, mantém maioria no colegiado.

Isso tem garantido decisões consideradas negativas por boa parte dos integrantes do Ministério Público.

A turma continua agindo em causa própria, se passar a PEC da Picaretagem então…

 As últimas notícias contam que Arthur Lira, o proponente, desistiu de apresentar a proposta indecente, dobrou-se à pressão gerada pela “maldita imprensa esquerdista e divulgadora de fake news”, basta ver quanta mentira tem sido publicada a respeito de declarações do general da banda Pazzo, o zuello, todas desmentidas por ele apesar de gravadas e com teor exatamente igual ao publicado.

                                                               ***************

Copiada do Estadão

Boulos vira réu por invasão do triplex no Guarujá

A Justiça Federal em São Paulo aceitou a denúncia apresentada contra o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e candidato derrotado à Presidência e à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), pela ocupação do triplex no Guarujá, em abril de 2018, em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Embora não tenha participado da manifestação, Boulos virou réu em processo por suposta violação ao artigo 346 do Código Penal, que prevê como crime “tirar, suprimir, destruir ou danificar coisa própria, que se acha em poder de terceiro por determinação judicial ou convenção”. A pena chega a dois anos de prisão.

Se fosse piada, seria sem graça, sendo, como é, realidade, não passa de uma paspalhada provavelmente orientada por Aras, aras, vejam só, o PGc, procurador-geral do coiso.

                                                                  ***************

Copiada d’O Globo

OMS diz que Brasil vive ‘tragédia’ com nova onda da Covid e que estados tentam fazer a coisa certa

“Infelizmente, é uma tragédia que o Brasil esteja enfrentando isso de novo e é difícil. Esta deve ser a quarta onda que o país volta a enfrentar” – Mike Ryan, diretor de emergências da OMS

“O Brasil é muito capaz e tem muitas instituições científicas e de saúde pública fantásticas. Acho que o país sabe o que fazer e muitos estados estão tentando aplicar as melhores medidas. Não é simples. Não é fácil”, disse.

O único que não percebe isto é o coiso, não adianta mencionar Pazzo, o zuello, ele não pensa, obedece.militares

                                                             ***************

Copiada do Blog do Ancelmo

Justiça suspende multa de Prefeitura do Rio por atraso nos créditos nos cartões alimentações(*)

A desembargadora Fernanda Arrábida Paes, da 15ª Câmara Cível do Rio, suspendeu a decisão que aplicava multa diária de R$ 2 milhões à Prefeitura do Rio, devido ao atraso na colocação de crédito nos cartões alimentação(*) dos alunos da rede pública no mês de dezembro.

(*) Barrabás, a coisa tá feia, o editante não consegue nem copiar que está no texto. E, pra variar, publicado errado, errado fica, ninguém liga, parece que uma vez divulgado acaba a responsabilidade.

O IPTU atrasado do hotel de Silvio Santos

O imóvel alvo da infração fica à beira(*)mar, na Praia de Pernambuco. Trata-se do hotel de luxo Sofitel Guarujá Jequitimar, administrado pela Accor, empresa francesa e uma das maiores redes de hotéis do mundo. O valor devido, por sinal, diz respeito as(!) cotas do IPTU de abril a dezembro de 2020, justamente o (período da pandemia)(???) do novo coronavírus

(*) Beira-mar, cara-pálida.

 (!) Às cotas, escriba.

(???) A pandemia acabou? Só se for para o cara-pálida e o coiso.

                                                              ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter