noite de belos gols

Noite de belos gols. Blog do Mário Marinho

noite de belos gols

Os 18.462 torcedores que pagaram ingresso para assistir a Atlético x Fortaleza, pela Copa do Brasil, na noite de ontem, no Mineirão, não têm do que reclamar: além do belo espetáculo de futebol, viram também lindos gols – um deles até de regularidade contestada.

Esperava-se missão mais difícil do Galo, já que o Fortaleza dirigido pelo técnico argentino Juan Pablo Vojvoda vem fazendo excelente e surpreendente campanha no Brasileirão.

Só que do outro lado estava o Atlético, que também vem fazendo excelente campanha no Brasileirão, e que lidera com 56 pontos 10 a mais que o segundo colocado, o Palmeiras.

Mas ninguém esperava que o Galo fosse partir com tanta força, tamanha determinação, em tão alto nível de competência.

O Galo foi, verdadeiramente, o dono do terreiro.

O primeiro gol surgiu logo aos 18 minutos.

O lateral esquerdo recebeu a bola no rebote de uma cobrança de falta, pelo lado direito do ataque e chutou com força. A bola bateu num zagueiro cearense, tomou estranho efeito dando a impressão de que sairia por cima do travessão do goleiro Felipe Alves, mas, de repente baixou e entrou: 1 a 0.

Os jogadores do Fortaleza partiram para cima do juiz, reclamando que ele havia apitado e todos pararam.

O lance foi repetido à exaustão pela teve e, de fato, o juiz paulista Bráulio da Silva Machado aparece apontando para o escanteio.

O erro do juiz foi crasso. Antes que a bola saísse ele já havia virado as costas e apontado para a marca do escanteio.

Ficou a dúvida: ele apitou ou não?

O lateral Arana (foto ao alto), ao dar entrevista no intervalo do jogo, tirou a dúvida:

– Eu ouvi o apito do juiz. Não entendi nada, mas, tratei de comemorar o meu gol.

Na verdade, o apito não influenciou na trajetória da bola e, muito menos, na movimentação dos jogadores do Fortaleza. Mas que foi um erro, Ah!, isso foi.

Foi um erro, mas foi um gol belíssimo.

Oito minutos depois, Réver marca de cabeça, num toque sutil que desvia a bola para o gol: 2 a 0.

Aos 40, outro belíssimo gol. A jogada começa pelo lado esquerdo do ataque do Galo, vai para o lado esquerdo e a bola é cruzada sobre a área, para o lado esquerdo, onde o fortalhão Hulk subiu com leveza, classe e sutileza para cabecear para baixo, como fazem os grandes cabeceadores do futebol brasileiro e marcou sem chance para o goleiro Felipe Alves (Leivinha, ex-Portuguesa, ex-Palmeiras, ex-Atlético de Madri era mestre nesse cabeceio). Isso aconteceu aos 40 minutos.

É claro que o Fortaleza voltaria para o segundo tempo com toda determinação, não é?

Mas, não teve tempo.

A 1 minuto do segundo tempo, Zaracho concluiu de primeira da entrada da área e marcou o quarto gol.

O assustado Fortaleza teve que se conter e tomar cuidado para que a tragédia não fosse tão grande quanto aquela de Iracema (do Adoniran Barbosa).

Na verdade, se o Galo apertasse um pouco e não tivesse perdido tantas chances criadas, ao invés de 4 a 0, o jogo poderia ter terminado com 6 ou 7 a 0.

Os dois times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, em Fortaleza.

O Atlético pode perder até por 3 a 0 que estará classificado para a final da Copa do Brasil.

Veja os melhores momentos:

https://youtu.be/Af8RN5f9XRE

Em Curitiba, o Flamengo escapou da derrota graças a um pênalti no último minuto de jogo.

O Flamengo até que saiu na frente, mas levou a virada e só conseguiu empatar num pênalti muito discutido e confirmado pelo VAR, além e cobrado magistral e irresponsavelmente pelo artilheiro Pedro.

Veja os lances:

https://youtu.be/Rx9-Bumv640

Brasileirão

Pelo Brasileirão, o Palmeiras conseguiu sua segunda vitória consecutiva ao derrotar o Ceará, em Fortaleza, 2 a 1.

Veja os lances.

https://youtu.be/_lF7EoMmTEw

 ___________________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)
____________________________________________________________________

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter