VOTO ÚTIL

Voto útil. Útil, a gente só não sabe para quem

Voto útil…

Voto ÚtilOu, na verdade,  inútil? Mais uma vez, repete-se na história da eleições brasileiras a situação, o voto não é no melhor, é no menos pior. Há só uma exceção, o que aconteceu na eleição passada, o pior foi escolhido mesmo  sabendo-se que era o pior, o eleitor é um enigma indecifrável.

É inegável haver uma abissal diferença entre as pessoas dos dois candidatos, da mesma forma que há de se enxergar tristes semelhanças, a diferença é que um mente, o outro, apesar de abjeto, não esconde suas intenções.

Por exemplo, Lula fala em controle social da mídia, o que nada mais é do que uma metáfora para censura. O outro diz abertamente que quer acabar com a imprensa. E tem a situação em que os dois estão igualmente errados, a interferência na Petrobras.

Ambos têm o mesmo discurso, querem, contra todas as regras, interferir na política de preços da empresa, o quê, entre outras coisas, pode resultar em ações na Justiça da parte de investidores, acarretando enorme prejuízo.

No caso da Petrobras, Lula até já tem experiência, vide o Petrolão…

O coiso criou auxílios com intuitos eleitorais com data final estabelecida, trocou o nome do Bolsa Família para Auxílio Brasil, com valor de 600 reais. Tudo causará danos à economia. Lula fala em trocar o nome para Bolsa Família e manter o valor, o que significa manter o dano.

Para culminar, Lula, em recente entrevista, declarou que pretende mudar o critério de escolha do procurador-geral da República (deve ter sido convencido pelo condenado José Dirceu). Sinal de que escolherá um Aras, aras, vejam só?

Que saudade dos tempos em que havia candidatos em que se podia votar por convicção e não por aversão a outro.

É, pelo jeito, sobrarão só os da laia de Luciano Hang

Ontem, 27, a Fiesp e a Febraban anunciaram que lançarão um documento em apoio ao Estado Democrático de Direito, mais uma canelada nas ornejadas do ignaro ignóbil

Aproveitando as ensanchas

É fácil,  para quem quiser assinar a Carta em Defesa da Democracia, que será lançada no próximo dia 11 de agosto na Faculdade de Direito da USP, basta clicar no link https://www.estadodedireitosempre.com/

É muito cínico

O cada vez mais ignaro e ignóbil, inacreditável, mas está em curso, ornejou ontem que “Vivemos em um país democrático, defendemos a democracia. Não precisamos de nenhuma cartinha para falar que defendemos a democracia, e que queremos, cada vez mais, nós, cumprir e respeitar a Constituição. Não precisamos, então, de apoio ou sinalização de quem quer que seja para mostrar que o nosso caminho é a democracia, é a liberdade, é o respeito à Constituição.”.

Não, ele não precisa de cartinha, não sabe ler,  gosta é de arminhas e ataques sem fim à Constituição, ao TSE e STF e é tão obtuso que não percebe que tudo isso é ameaça à Democracia.

Para concluir, ao considerar que um documento assinado por pessoas das mais respeitáveis e respeitadas do país como sendo uma “cartinha”, confessa, prefere pastar com seu gado.

Farinhas do mesmo saco

Em encontro ocorrido em Londres no começo do mês, o chanceler húngaro Peter Szijjarto ofereceu-se para ajudar que o ignaro ignóbil se reeleja. Fez a oferta para a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Cristiane Britto, que confirmou o fato em seu relatório de viagem.

A Hungria é governada pelo primeiro-ministro Viktor Orban, que recentemente fez um discurso considerado nazista por uma de suas mais íntimas assessoras,  Zsuzsa Hegedus. Indignada, renunciou. Disse ela a propósito da fala que “Não sei como você não percebeu que o discurso que fez é uma diatribe puramente nazista digna de Joseph Goebbels.”.

Bem ao estilo daquele cujo governo pretende apoiar, zurrou que “Estamos dispostos a nos misturar uns com os outros, mas não queremos nos tornar mestiços.”. Também, apesar da clareza da barbaridade, disse que a imprensa distorceu o que disse.

 Almas gêmeas.

  Mein Got

No início dos anos 1990, para criticar iniciantes no mercado financeiro, foi criado o chiste “kit babaca”. Todos eles sonhavam em comprar um BMW, um laptop (o notebook da época, caríssimo) e uma caneta Montblanc.

Os atuais equivalentes aos “desejosos” são os chamados de “Faria limers”, referência a quem trabalha em escritórios situados na Avenida Faria Lima (SP), onde há grande concentração de empresas que lidam com altas somas de dinheiro.

A diferença é que, em vez do kit, vão brincar com um boneco criado à imagem e semelhança deles.

“Coloque seu coletinho da XP (uma alusão a um brinde distribuído pela empresa de investimentos a seus funcionários), encha seu copo da moda de trezentos conto de ‘breja’ e desbloqueie seu patinete elétrico no aplicativo para entrar nesse grande meme que é o FARIA LIMER!”, diz a descrição do produto no site da loja, referindo-se às características associadas a essa “tribo”.

Dá um sentimento de vergonha alheia, não?

 Sem esquecer de que grande parte apoia o ignaro ignóbil.

Existe quem goste

 Este mirandeiro considera dublagem como um ataque à qualidade das interpretações dos atores, mas o que seria do Coringão se todos gostassem do Flamengo, há quem prefira ver dublado. E um dos argumentos chega a ser cômico, dublagem exige legenda, legenda atrapalha a imagem… Tudo bem, cara-pálida, ouvir Frank Sinatra dublado é lindo…

 Mas, não bastasse o fato de que em 90% das vezes a voz do dublador não orna com a personagem, apareceu, agora, um estúdio que usa gente com fortíssimo sotaque carioca e, para piorar, falando no estilo “malandro cocô’! Ainda bem que existe a escolha “som original”.

(CACALO KFOURI)

                                                                  ****************

Copiada do g1

 Ex-oficial do Exército Brasileiro é denunciado por sequestro e morte de estudante e militante durante o Regime Militar, em Goiânia

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) denunciou à Justiça Federal o ex-oficial do Exército Brasileiro Rubens Robine Bizerril pelo sequestro e morte do então estudante e militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB) Ismael Silva de Jesus. Os crimes ocorreram entre 12 de julho e 9 de agosto de 1972, em Goiânia, de acordo com o MPF.

O procurador Mário Lúcio de Avelar, que assinou a denúncia, explicou que os crimes foram cometidos no contexto de um ataque sistemático e generalizado contra a população brasileira e, por isso, devem ser classificados como crimes de lesa-humanidade para todos os fins de direito, sendo, nessa qualidade, imprescritíveis e insuscetíveis de anistia.

Segundo as investigações, Ismael Silva ficou preso e foi torturado por quase um mês, sendo depois assassinado por militares. Na época, a morte foi divulgada como suicídio.

O MPF apurou ainda que houve alteração da cena do crime e os militares inseriram informações falsas no laudo necrológico de Ismael Silva, com ajuda de médicos(*) legistas.

(*) Com hífen, escriba.

O assassino torturador tem todas as características necessárias e suficientes para tornar-se ídolo do ignaro ignóbil.

                                                                ***************

Copiadas do Blog do Ancelmo

legenda
 jefe: Ancelmo Gois
miss Caixa/mistake: Ana Cláudia Guimarães (editora)
errador/mister Crase: Nelson Lima Neto
Por que continuar lendo o blog se tem tanto erro e dá tanto trabalho? É que, apesar da decadência do texto, continua sendo uma boa fonte de informações. E, afinal,  qual seria o sentido de fazer o “Mirando” sem mirar?
Em tempo: não mais será usado itálico nos adjetivos dos coleguinhas e em blog, perde-se muito tempo com isso.

Jaques Morelenbaum presta homenagem a Tom Jobim no Festival Instrumental Nacional

(…). Em turnê na Europa até o início de agosto, aonde(XXX) fará nada menos do que 20 shows, ele desembarca no Brasil direto para a estreia do Festival Instrumental Nacional (Fina), doas(X) dias 19 a 21 de agosto, em São Luís.

(XXX) Aonde, não mistake, onde. Aonde é indeterminado, a que lugar tu vais?

(X) Dos, caprichosa.

Defesa de madrasta ré por envenenar enteados diz que provas são ‘ilícitas’

Os advogados de Cintia Mariano Dias Cabral, presa preventivamente e ré na ação em que (*) acusada de envenenar os enteados,

(*) É acusada, errador.

O foco da defesa é de(X) invalidar a acusação sobre a morte de Fernanda Cabral,

(X) Barrabás, errador, quando o seu foco será escrever direito? Tira o “de” daí, caramba.

Homologada a condenação do deputado ‘cão de guarda’ de Bolsonaro na ação de Jean Wyllys por fake news

Otoni, assim como outros bolsonaristas, sugeriram(XXX) em postagens na internet que Wyllys

(XXX) Sugeriu, errador, o assim como etc. está isolado entre vírgulas.

Silas Malafaia pede fim de ação criminal apresentada por Marcelo Freixo

 Pastor alega que última manifestação de Freixo teria(???) acontecido em 2017

(???) Teria, errador? Ele não sabe o que está dizendo?

 Audiência entre Luva de Pedreiro e ex-empresário termina sem acordo

Foram apresentadas três proposta(?) no encontro, mas nenhuma delas foi aceita. Caso segue na Justiça do Rio

(?) Também não houve acordo entre mistake e a gramática… Propostas, escriba.

O advogado do influenciador apresentou proposta para o pagamento integral a Allan do valor dos contratos celebrados até 21 de junho desse(XXX)(DESTE) ano,

(XXX) Dá-lhe, mistake.

Pelo juízo, foi apresentada a proposta para pagamento dos contratos celebrados até 21 de junho desse(XXX)(DESTE) ano,

(XXX) Dá-lhe, mistake.

Brasileira, fenômeno no OnlyFans, é expulsa de supermercado em Miami por suas roupas

(…).   Ele disse que eu estaria(???) usando trajes muito reveladores”, desabafou, incluindo que já é a segunda vez que passa pelo constrangimento. A primeira vez que Iara (teria diso) expulsa de um local foi em uma praia em Alagoas, Maceió. Na ocasião, ela (teria sido)(???) xingada por três mulheres. “Peguei minhas coisas e saí da praia. Mas isso é inveja, coisa de mulher recalcada”, contou.

(???) O auge do vaselimismo! Disse que estava, tanto que a expulsou. Teria “diso” ou sido, mistake? E ela não sabe que foi, imagina ter sido?

Caramba, tá doido, sô! Tá feliz com a dupla, Ancelmo?

PM vai prestar assistência à doméstica agredida por major

 (…), em um condomínio no Recreio dos Bandeiras(!),

(!) Jefe, resolveu entrar na farra, é? Bandeirantes, caramba.

O comando da Polícia Militar também acionou a (Corregedoria Geral da Corporação(???).

(???) Por que em alta, jefe, se não escreveu Corregedoria Geral da Polícia Militar?

Vice-presidente eleita da Colômbia almoça com Chico Buarque e Benedita da Silva

Francia Márquez, vice-presidente eleita da Colômbia, almoçou hoje na casa do cantor é(!) compositor Chico Buarque.

(!) Ele é sim compositor, errador, todo mundo sabe. No caso, deve usar “e”, capisce? Antigamente tinha o nome de conjução integrante, mas algum gênio resolveu complicar e mudou o nome para aditiva. A mesma besteira que fizeram com o condicional, mudaram para futuro do pretérito e os vaselinistas surgiram aos borbotões, usam até em afirmações.

                                                                   ***************

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter