Restos do país, e o incrível governo sempre surpreendido. Mira do Cacalo

20070418-Animated_man_swimming_money_hg_clrO artigo de Celso Ming, “O pato e os empresários”, na pág. B2 d’O Estado de S. Paulo de “neste” (homenagem aos adoradores de demonstrativos inúteis) hoje (13), dá uma boa noção da hipocrisia dos atores envolvidos na questão do impeachment. Enquanto os empresários se beneficiaram com as medidas econômicas que sabiam que iriam redundar em desastre ficaram quietinhos, alguns até mesmo louvavam o governo, agora, fingindo-se Madalenas arrependidas, protestam. Em São Paulo, liderados por Paulo Skaf, que aproveita o momento para antecipar sua campanha a governador do estado.

Não deixa de ser irônico o país estar, de novo, sem ministro da Justiça no atual momento.

Sim, sim, é maldade, já contei que um amigo diz que tenho “um coraçãozinho cheio de maldades”, mas não dá pra deixar escapar… Gim Argello, se quer mesmo se livrar do problema com álcool deveria começar por mudar o nome, né mermo? É o país da piada pronta, como diz Zé Simão.

A TV Brasil (EBC), também chamada de TV do Lula e “A  TV que ninguém vê”, transmitiu no dia 11, ao vivo, a manifestação contra o impeachment no Rio, com o título “Ato da cultura pela democracia”. Sabe quem pagou? Como diz Ancelmo Gois, o seu, o meu, o nosso dinheirinho. A EBC virou assessoria do governo.

Palácio do Planalto ou Palanque do Planalto? Dia sim, outro também, a presidente arruma um evento que lhe convém.

É lamentável quando jornais e TVs, outrora conhecidos como detentores de alta exigência de qualidade, baixam o padrão a níveis do Enem. Isto vem acontecendo faz tempo n’O Estado de S. Paulo – imagino a vergonha por que passariam Eduardo Martins (foi o criador do Manual de Redação do jornal) e Sandro Vaia, que morreu há poucos dias, se vissem os erros primários publicados diariamente. E a TV Globo, pelo jeito, vai pelo mesmo caminho, é um festival de “chegar no”, “aí”, vítima fatal” e, a última novidade, “no Sergipe”!!! O que preocupa mais é a TV, jornais vêm mantendo tiragens ridículas, a do Estadão, por exemplo, é algo em torno de 140 mil por dia. Mas, a TV é um perigo, grande audiência, enorme influência, logo, logo, todos estarão falando assim. Lembre-se do “entrega “a” domicílio”, foi uma encrenca federal livrar-se disso.

Mon Dieu de la France, a explicação dada no “Em Pauta”, jornal da GloboNews, para o significado da expressão “Vitória de Pirro”, nome da última operação da Polícia Federal,  é uma barbaridade, errada do começo ao fim, uma história sem pé e nem cabeça que não sou capaz de repetir, alguém que jogou não sei o quê na cabeça de não sei quem e o matou. O termo tem origem no nome do rei Pirro, cujo exército sofreu perdas enormes após derrotar os romanos na Batalha de Heracleia. Disse ele, em adaptação livre, “Outra vitória desta, estou ferrado!”. E eu tinha acabado de escrever o parágrafo acima sobre perda de qualidade…

Aguentar Paulo Maluf, um dos impichadores, gozando da nossa cara, posando de figura honesta e impoluta, é dose pra elefante.

Gloria Pires, a propósito da caça que sofreu por causa de sua participação como comentarista durante a entrega do Oscar: “Qualquer coisa que alguém fala nas redes sociais ganha uma repercussão enorme.Me surpreende que a imprensa seja pautada pelo twitter, como se não tivesse o que fazer.” Falou e disse!

(CACALO KFOURI)

***************

No UOL

 Maluf, que agora apoia o impeachment, deixa a lista vermelha da Interpol

Primeiro passeio internacional será para Bariloche e Punta del Este

Exclusão ocorreu há um mês e meio; Maluf não explica a razão(???)

 (???) E daí? É papel da imprensa descobrir por que saiu! Impressiona-me o número de pessoas de “reputação ilibada” que apoiam o impichamento.

 Na Folha/UOL

Filho de Jair Bolsonaro atira contra assaltantes na Barra da Tijuca

O parlamentar e seu motorista iniciaram uma série de disparos contra os dois assaltantes que estavam em uma moto. Os criminosos trocaram tiros com o parlamentar, que teve o carro atingido seis vezes.

Obs.: – Ruim de mira! Já os criminosos…

                                                              ***************

No G1

Relatório do impeachment é ‘maior fraude’ da história, diz Dilma

 Obs.: – Talvez rivalize com certas promessas da campanha para a reeleição.

Bancada do PP deve desembarcar do governo e surpreende Planalto

Obs.: – Caramba, tudo surpreende o Planalto? Que raios de assessoria tem?

Um in between publicado no UOL há pouco:

Bancada do PP na Câmara anuncia desembarque da base aliada do governo

Obs.: – Uau,  mais uma surpresa!!!

 Parte de acusações contra Renan no caso de pensão prescreveu, diz PGR

Denúncia de 2013 ainda não foi julgada; STF vai decidir sobre prescrição.

A Procuradoria(-) Geral da República (PGR) enviou documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual aponta prescrição em parte dos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso atribuídos ao presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), na denúncia apresentada contra ele no caso Mônica Veloso.

Obs.: – A morosidade da Justiça dá nisto. Tomara que não aconteça a mesma coisa em relação à Lava Jato.

Fiesp perde autorização para fazer projeções em sua sede na Av. Paulista

 Prefeitura alega que instituição desrespeitou as regras da Lei Cidade Limpa.

Fiesp exibiu frases a favor do impeachment; entidade diz que vai recorrer.

 Obs.: – Hummmmmmm… O interessante é que, na Vila Madalena, bairro de Sampa com alta concentração de bares, um deles projeta imagens na parede de outro do mesmo dono, no outro lado da esquina, a noite inteira, mas não viola a lei…

                                                              ***************

No Estadão

OAS pagou R$ 350 mil a paróquia ligada a Gim

 O ex-senador Gim Argello (PTB-DF) indicou a conta bancária de uma igreja,

“Há evidências de que Gim (Argelo)(XXX)(Argello)(*)

Padre Moacir Anastácio é considerado um dos mais influentes de Brasília; Gim Argelo (XXX)(Argello) frequenta igreja há dez anos

(*) Que edição “primorosa”! Para dar ao leitor melhor noção do desastre, Argello entre parênteses com um “l” foi intervenção do editor, é acréscimo feito por ele, não estava no texto original. Note que no início do texto está certo, depois, prevalece o descuido.

 Com menor verba em 12 anos, Ciência perde R$ 1 bi e bolsas são congeladas

 MCTI sofreu redução de 25% nos recursos disponíveis, enquanto MEC perdeu R$ 4,3 bi; CNPq suspendeu novos auxílios no exterior e Capes colocou em análise mais de 7 mil bolsas consideradas ‘ociosas’. Na Unifesp, 228 alunos temem ficar sem o benefício

Obs.: – Pátria educadora!

                                                             *******worm-3_e0********

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter