errar

A mania nacional de errar, sabendo que está errando. Ou concordando

errarErrar todos erram, quem nunca que atire a primeira pedra, como está escrito no livro tão citado por “evangélicos” e, ao mesmo tempo, por eles desrespeitado. Isso vale para pregadores e seguidores, pois como é possível que alguém que leve a sério ensinamentos religiosos continue a apoiar crivellas e quetais? Das duas uma, ou concordam com a desonestidade do apoiado ou se recusam a admitir que erraram e vão insistir no erro até o fim.

 O mesmo raciocínio – fé à parte – vale para os 70 milhões de norte-americanos que votaram no Coisão apesar de todas as comprovadas mentiras que contou, todo o desrespeito que mostrou pelas pessoas e leis. E, agora, transforma a maior potência mundial em republiqueta de bananas, alvo de piadas. Recusa-se a aceitar a derrota para Joe Biden, pede recontagem de votos alegando, mentirosamente, sem prova alguma, fraude, quando o processo confirma a vitória de Biden ele pede outra recontagem, como no caso da Geórgia. Michigan acaba de certificar vitória de Biden  após recontagem. E continua, com raras exceções, a ter apoio de seus partido e seguidores. O que é preciso acontecer para que abram os olhos, uma epifania? As últimas informações indicam quê, finalmente, vai dar início aos procedimentos da transição, mas ainda sem reconhecer a derrota.errar - pedra

 Trocando-se o Norte pelo Sul, por aqui ocorre o mesmo incompreensível absurdo, mas com a fé incluída. Por maiores que sejam os erros cometidos, o coiso continua a ter apoio de seu séquito que se recusa a enxergar a realidade.

 O secretário estadual de Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, pessoa séria e respeitável, declarou que o governo  intensificou as fiscalizações no último final de semana e afirmou que os organizadores de encontros clandestinos que vêm sendo promovidos em grande número serão responsabilizados criminalmente. Faz muito bem, mas o encontro da Lide, empresa fundada por João Doria, o governador – o Mirando aposta que ainda é dono apesar de ele declarar que não -, que vai reunir 150 pessoas, também será devidamente fiscalizado e o organizador punido?

(CACALO KFOURI)

                                                              ***************

As imagens a seguir são o melhor retrato da incompetência do atual governo:

 

                                                              ***************

Copiadas do UOL

Funcionárias se contradizem sobre atritos anteriores de Beto no Carrefour

O UOL teve acesso aos depoimentos. Uma fiscal, à qual Beto teria acenado enquanto ainda estava no caixa com a esposa, disse à polícia, na condição de testemunha, que nunca o tinha visto e que não entendeu por que ele estava agindo daquela maneira.

Já uma agente de fiscalização, Adriana Alves Dutra, a mesma que aparece no vídeo do estacionamento pedindo que as imagens não fossem gravadas e que é considerada investigada pela polícia, disse que a colega relatou para ela que Beto teria tido atrito com outros funcionários em outras ocasiões.

Não tem importância se o assassinado tinha passado de violência, que já havia sido detido por violência doméstica, porte ilegal de arma e condenado ou se foi agressivo com alguma funcionária anteriormente, nada disso justifica a ação dos seguranças. Segurança que sabe fazer seu trabalho imobiliza, não massacra, não mata.

 RS: ex-fiscal diz à polícia que uso de violência era permitido no Carrefour

Um ex-fiscal afirmou à polícia que a gerência da unidade do Carrefour na zona norte de Porto Alegre autorizava o “emprego de violência” em clientes que “estavam causando problemas”.

O Mirando entende que a imprensa deve se aprofundar  em relação ao Carrefour, não só na questão dos repetidos atos de violência. A empresa já esteve envolvida em vários episódios de adulteração de prazos de validade de produtos e de receptação de carga roubada, todos relatados na imprensa, mas sem a devida sequência.

 Erundina chama Marta de traidora e diz que ela “está no ar-condicionado”

“Marta está apoiando o Covas. Ela traiu o PT, traiu a esquerda e traiu o povo”, disse.

Martaxa é indecifrável, já viajou por várias estradas, mas a sra. que está hoje no PSOL, também não traiu? Só para lembrar, sua gestão foi das piores que o município teve e hoje posa de ex-boa prefeita e a turma de curta memória – ou com, mas tendenciosa – prefere não tocar no assunto. Sem esquecer do caso Lubeca, é só dar uma passeada pelo Google.

                                                               ***************

Copiada do G1

Com Covid-19, deputado federal Osmar Terra dá entrada em hospital de Porto Alegre para exames

O deputado federal Osmar Terra deu entrada no domingo (22) no Hospital São Lucas, de Porto Alegre, segundo a instituição. Em postagem nas redes sociais, o parlamentar, que está com Covid-19, afirmou fará exames de avaliação e fisioterapia no tratamento da doença.

O adoentado, ex-ministro de Michel Temer e coiso, ou Osmar Trevas como é mais conhecido tantas são as bobagens que diz, tempos atrás declarou queVai morrer mais gente de gripe sazonal, no inverno, no Rio Grande do Sul. Morrem, em média, 950 pessoas de gripe sazonal, principalmente os idosos. Vai morrer menos gente de coronavírus em todo o Brasil do que gente no inverno gaúcho de gripe sazonal”.   Errou por pouco, são quase 170 mil mortes até o momento…

                                                              ***************

Copiada da Folha

Painel

 Maior doação de campanha de ex-assessor de Eduardo Bolsonaro veio de prefeito aliado de Doria

Eleito vereador em São Bernardo do Campo, o ex-assessor de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Paulo Chuchu (PRTB) recebeu a maior doação de sua campanha, R$ 10 mil, de Orlando Morando (PSDB), prefeito reeleito da cidade e aliado próximo de João Doria (PSDB), um dos principais alvos dos bolsonaristas.

Chuchu é apontado como um dos principais operadores de esquema de fake news contra opositores de Jair Bolsonaro. O Painel mostrou que Chuchu e Eduardo estenderam o raio de influência também à Assembleia Legislativa de São Paulo, onde foram nomeadas para gabinetes bolsonaristas a irmã e a mulher do vereador recém-eleito.

Chuchu também recebeu doações à sua campanha de Vinicius Tadeu Sattin Rodrigues, do PSL, suplente de Eduardo Bolsonaro, e de Otavio Fakhoury, empresário bolsonarista investigado no inquérito das fake news.

Que triste fim para o município em que houve o mais importante movimento trabalhista durante a ditadura militar, que deu destaque – gostando ou não deles – a vários sindicalistas que acabaram por serem eleitos parlamentares, um deles, chegou a presidente da República. Se eles se desviaram do bom caminho ao longo do trajeto é outro problema, quando eleitos agiam corretamente eram esperança, apesar de que este digitador jamais acreditou no PT. Hoje São Bernardo do Campo elege a escória. Que raios de escolha é esta, ser antialgo  e escolher coisa pior?

                                                            ***************

Copiadas do Estadão

Governo estuda reeditar MP sobre balanços em jornais

O governo federal deve reeditar, em 2021, medida provisória (MP) para permitir que empresas deixem de divulgar demonstrações financeiras em jornais impressos. A ideia foi confirmada pelo secretário de Comunicação do governo, Fabio Wajngarten, em entrevista ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), publicada no sábado nas redes sociais do próprio parlamentar e filho do presidente Jair Bolsonaro.

Uma MP com o mesmo propósito foi editada em agosto de 2019 por Bolsonaro, mas não chegou a ser aprovada pelo Congresso e perdeu a validade em dezembro do mesmo ano.

Ao editar a MP, em 2019, Bolsonaro tratou o texto como uma vingança contra a imprensa.

Foi uma – se não a única – das poucas medidas acertadas do coiso, não tem sentido em tempos de internet obrigar que empresas tenham gastos enormes para publicar em jornais material que não interessa a 99,9% dos leitores. O Congresso submeteu-se a uma chantagem da imprensa ao não aprovar a medida. É vergonhoso que a imprensa insista no ponto pensando em suas finanças, é como pedir propina. Boris Casoy, socorro, isto é uma vergonha!

Por agressão e ataque homofóbico, mulher é presa em padaria

Advogada ofende clientes da Dona Deola(*), em Pompéia(*) e depois alega sofrer bipolaridade e síndrome de pânico

Uma mulher foi detida pela Polícia Militar na noite de sexta-feira por agressão, injúria racial e homofobia contra funcionários e clientes da padaria Dona Deôla(*), na Pompeia(*).

(*) Eta editor atento, erra na linha fina o que está certo no primeiro parágrafo do texto, é Deôla e Pompeia (nova ortografia).

Ainda assim, ela pode ser condenada pela esfera cível, podendo ser responsabilizada e impelida a ajuizar(???) as vítimas pelos danos morais, materiais e prejuízos físicos.

(???) Cuma? Indenizar, cara-pálida.

DIRETO DA FONTE

  • A ONG Gerando Falcões inaugura o primeiro Bazar Escola, em Poá. Já conta com contribuição de R$ 500 milhões(???) da XP. Na quinta.

(???) Hein? Deixa por 500 mil, quem sabe, 50 mil?

                                                           ***************

___________________________

VISITE SEMPRE  : www.chumbogordo.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter