Ansiedade Profética. Por Meraldo Zisman

Ansiedade Profética

Por Meraldo Zisman

… no momento atual inexistem profetas e sim, quando muito, simples especuladores com suas novidades apocalípticas ou paradisíacas. Profetizar o futuro é muito arriscado. A pressa ansiosa é uma realidade, a necessidade premente de noticiar, propagar, é o resultado.

Todo sonho possui algo de concreto e quando lemos um romance tudo nos parece tão fácil, tão claro. Mas basta que nós mesmos amemos, para vermos que ninguém é fácil e que cada um deve decidir por si. E há outras coisas mais.
As emoções são individuais e os humores diferem de uma para outra pessoa.
Não existe nada de novo, novidade é quando começamos a avaliar as modificações que sempre se fizeram presentes e se sucederam de uma para outra época, mas o que agora espanta é a rapidez com que acontecem. Enquanto o caçador sonha com a floresta, o guerreiro com a tropa e o pescador ao pescar sonha com a linha cheia de peixes, deslembramos que nos sonhos somos visitados por nós mesmos.
Não é sonhando menos que haveremos de nos curar. Profecias atuais difundidas pelos smartphones (eu as chamo de profecias Zap-Zap) dizem que a Guerra se tornou obsoleta, a fome está desaparecendo, a morte é um problema técnico, mas também dizem que o mundo vai se acabar e as inteligências artificiais destruirão o Homem. É o que recebemos a todo instante, enviadas pelos ecologistas de plantão e por muitos mais.
Quando um jovem me pergunta:
“Se lhe fosse dado escolher em que época viver, qual escolheria?”
Responderia:
Há momentos na História quando há uma pujança de vitalidade no ar. Duvido que alguém quisesse viver na cidade de Atenas, apesar dos aforismos de Sócrates, ou na Londres no tempo de Shakespeare ou em Paris, na Belle Époque. Se eu fosse jovem, como você, hoje, escolheria um local com alto nível de ensino para aumentar meu conhecimento das coisas e viveria… o agora e agora, justo — Neste momento do século XXI.
Embora saiba que podemos traçar cenários em que os avanços tecnológicos irão mudar radicalmente a sociedade e o próprio conceito de humanidade ou que a tecnologia e a ciência trarão o paraíso para o planeta acredito que tudo isso é exagero.
Esses anúncios todos difundidos pela internet assemelham-se a um paciente de transtorno bipolar (um indivíduo bipolar é alguém que possui um transtorno de comportamento caracterizado por ocorrência de episódios alternados com períodos de euforia e períodos de depressão, intercalados por períodos de normalidade).
Daí me atrevo a afirmar: no momento atual inexistem profetas e sim, quando muito, simples especuladores com suas novidades apocalípticas ou paradisíacas. Profetizar o futuro é muito arriscado. A pressa ansiosa é uma realidade, a necessidade premente de noticiar, propagar, é o resultado. Prever o futuro, além de muito arriscado, causa muito transtorno de ansiedade.
 Vale a pena essa série. 
Clique nos links abaixo e leia os outros artigos do autor sobre o tema ANSIEDADE:

Meraldo Zisman Médico, psicoterapeuta. Foi um dos primeiros neonatologistas brasileiros. Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha). Vive no Recife (PE).

About

Brickmann & Associados Comunicação - B&A / Tel. (11) 3885-6656 / www. brickmann.com.br / E-mail: contato@chumbogordo.com.br / Twitter: twitter.com/ChumboGordo / Facebook: facebook.com/chumbogordo

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.